Teologia Brasileira 10 – 2012

0
116

Nesta edição da revista Teologia Brasileira André Geske conclui seu estudo sobre teologia como ciência, tratando do papel da enunciação teológica e da “revelação de Deus ao homem”, que “é adequada devido à inspiração das Escrituras Sagradas através do Espírito Santo que constantemente ilumina o leitor a fim de conduzi-lo ao propósito do texto e assim à elaboração teológica”.

 

Dois novos colaboradores estreiam nessa edição. No mês que os evangélicos celebram os 495 anos da Reforma Protestante do século XVI, Roger Cá apresenta um estudo introdutório sobre o conceito da justificação pela graça por meio da fé no pensamento do reformador alemão Martinho Lutero, o “resumo da toda doutrina cristã”, o artigo pelo qual a igreja “se mantém
ou cai”.

Valney Veras oferece um estudo sobre o texto de Rute 1.15-17, onde ele busca corrigir o uso errado do texto para expressar amor romântico, mas trata da conversão de uma moabita à fé do povo de Israel, onde “Rute creu no Senhor, o que ficou perceptível por fazer parte do povo da aliança, por estar na terra prometida e adorar ao Deus Vivo”.

Por último, uma das tarefas pastorais mais árduas é ensinar o povo de Deus a orar – não apenas orar, mas orar “sem cessar” (1Ts 5.17). No passado, isso seria feito a partir de um contínuo retorno ao estudo e meditação do Pai Nosso e do livro dos Salmos. Franklin Ferreira propõe em seu ensaio, portanto, um retorno à antiga prática de usar os Salmos como a linguagem e regra da oração.

No vídeo deste mês, oferecemos aos leitores a palestra de Augustus Nicodemus sobre seu livro O culto segundo Deus: a mensagem de Malaquias para a igreja de hoje, realizada na Livraria Cultura em São Paulo, em 12 de setembro de 2012.

Boa leitura!
 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here