Uma porta de entrada para As Institutas da Religião Cristã

0
105

“Se a obra é grande seu autor é ainda maior!”

Quem é Ford Lewis Battles? O Dr. Battles nasceu em 30 de janeiro de 1915 em Erie, Pensilvânia, filho de Ford Lewis Battles e Lucy Clare Stewart.

Estudou os Clássicos e ensinou inglês na West Virginia University (1936) e concluiu seu mestrado na Tufts University (1938). Estudou também em Oxford University de 1938-1940 com C. S. Lewis como Rhodes Scholar, no Exeter College.  Recebeu seu PhD em História da Igreja no Seminário Teológico Hartford (1950). Lecionou a disciplina de História da Igreja nessa Instituição entre 1950 a 1967. Depois, no Pittsburgh Theological Seminary de 1967 a 1978 e foi professor visitante da mesma matéria no Calvin Theological Seminary. Pode-se acrescentar à sua história de vida, que serviu no Exército dos Estados Unidos, 1941-1945, durante a Segunda Guerra Mundial.

Do seu tempo, foi considerado um dos principais estudiosos de História da Igreja e profundo pesquisador de João Calvino durante o século 20, fornecendo informações sobre a historiografia do cristianismo reformado. Assim como um professor talentoso, Battles também foi um estudioso prodigioso e inovador. Entre vários livros e artigos está uma tradução comentada de John Calvin Institutes 1559 que se tornou o padrão para todos os estudos de Calvino, o Calvin’s commentary on Seneca’s De Clementia, uma tradução das Institutas de Calvino 1536, bem como um índice computadorizado das Institutas. Traduziu do latim as Institutio Christianae Religionis de Calvino para o inglês.

Em 1945, Battles casou-se com Marion Davis, uma pianista talentosa e estudante de direito e diplomacia. Os Battles tiveram duas filhas, Nancy Marion (nascida em 1946) e Emily Stewart (nascida em 1951). Ele morreu no dia de Ação de Graças, em 22 de novembro de 1979, em Grand Rapids, Michigan.

O Dr. John R. Walchenbach, amigo de Battles, ao prefaciar essa Análise, revela como este trabalho surgiu: ele nasceu da necessidade de tornar o caminho para se estudar Calvino mais prazeroso. É assim que este prestigiado guia surge, para auxiliar estudantes “de um dos cursos mais populares do Pittsburgh Theological Seminary” a compreender As Institutas da Religião Cristã.

Esta obra se propõe a ser um roteiro para todo aquele que tem interesse em conhecer a história do pensamento reformado a partir do olhar de um de seus principais expoentes. Battles, logo na introdução, reconhece que seu esforço em produzir esta Análise, não teria logrado êxito sem a ajuda e contribuição de John T. McNeill, John Walchenbach e A. C. Burfeind, que foram responsáveis por escrever alguns capítulos. Essa introdução é rica em detalhes sobre todas as versões publicadas por Calvino, oferece uma rica sistematização da estrutura Das Institutas da Religião Cristã e convida o leitor a ter uma visão correta sobre a biografia de João Calvino.

Ter a cosmovisão certa é como conseguir a perfeita sintonia da frequência. Battles demonstra que o cerne das Institutas, cumpre seu papel quando toca o pessoal e o experiencial. “Para o homem, é um manual de piedade” (p. 25). Sua teologia não percorre as finitudes reflexões filosóficas, ela habita e conversa com um mundo real e faz isso de frente.

Battles sugere uma estrutura antitética para os quatros livros das Institutas. Nesse formato, o conteúdo profundo de cada livro é apresentado de maneira sistematizada, isto é, em esboço. Com a ajuda dessa obra, a compreensão do assunto exposto por Calvino nas Institutas passa a ser outra. Todos nós sabemos que a leitura do tratado teológico de João Calvino não é obrigatória só para os reformados, mas para todos os cristãos! Com esta contribuição proposta, ele não será mais visto como o monstro da doutrina da salvação ou como o algoz dos não eleitos, mas como o pensador humano que pensava no seu tempo, vivia o seu lugar e escrevia despido de si, para que a Glória a Deus aparecesse.

Agora, para uma visão geral do livro, a distribuição estrutural é feita pelo autor da seguinte maneira: o Livro Um, está organizado em 18 Capítulos; O Livro Dois, em 17 Capítulos; O Livro Três, em 25 Capítulos e o Livro Quatro, em 20 Capítulos. Essa composição segue a mesma apresentação das Institutas da Religião Cristã. A facilidade para se estudar os assuntos discutidos em cada capítulo surpreende pela didática. Por exemplo:

No Livro Um, o ensino sobre o “Conhecimento de Deus” é discutido nos cinco primeiros capítulos. Dos capítulos 6—10, passa-se a apresentar “a relevância da Doutrina das Escrituras”.

No Livro Dois, o destaque será o capítulo 7, onde ensina que “a lei não foi dada para restringir, mas para alimentar esperança de Salvação” (p. 142). Esse assunto apresentado por Calvino abre as portas para o ensino dos Dez Mandamentos no capítulo 8. Dos capítulos 12—17, o tema passa a ser “Cristo, o ofício de mediador”. O Dr. John Walchenbach trabalhou nos capítulos 6, 9—11 (p. 18).

O Livro Três contém a maior quantidade de capítulos e abre a discussão para diversos assuntos, a saber: O operar do espírito no coração dos homens; fé; arrependimento; vida Cristã; justificação pela fé; liberdade cristã; predestinação e Ressurreição final. Surpreende a maneira com que Battles se apropria do ensino das Institutas e as reescreve em forma de esboços. O Dr. John Walchenbach, contribuiu com os capítulos 11—18 e 25 (p. 18).

O Livro Quatro é o segundo maior em capítulos, 20 ao todo, mas é o primeiro em proporção de conteúdos. Os assuntos são bem elaborados e estão bem fundamentados. O Dr. A. C. Burfeind trabalhou nos capítulos 3—4, e o Dr. John Walchenbach, com os capítulos 7—17 (p. 18). Temos o ensino sobre: “Natureza e organização da igreja”; “Poder eclesiástico”; “Sacramentos”; “Ceia do Senhor”; “Governo Civil”.

Em toda sua extensão, temos 13 gráficos que exemplificam ainda mais a proposta do livro e tornam inquestionável o legado deixado por Battles. O Dr. Walchenbach disse: “Se Ford Lewis Battles pudesse ter visto a publicação final desta obra, ela certamente teria agradado seu coração” (p. 15).

Este livro, Análise das Institutas da Religião Cristã de João Calvino, é uma obra singular. Não pertence a uma denominação, pois é a simplificação de um registro teológico da história da Igreja cristã. As riquezas e verdades aqui contidas darão a cada leitor, seja ele profundo conhecedor ou aquele que está iniciando seus primeiros passos, fundamentos centrais da fé cristã.

O Dr. John rememora uma das frases favoritas de Battles: Ad Fontes [De volta às Fontes] e, conclui: “Se esta análise da obra monumental de Calvino for instrumental em redirecionar, ainda que poucas pessoas, para uma das fontes primárias do pensamento reformado, então o trabalho aqui apresentado estará bem recompensado” (p. 16).

Acreditamos nessa afirmação! A Vida Nova, mais uma vez, contribui para que essa verdade se propague. Ao publicar esta Análise, coloca nas mãos de cada cristão a liberdade de aprender e construir uma igreja alicerçada na fé salvadora em Cristo Jesus. É um livro que merece ser lido com calma e debatido com toda a igreja.

Recomendo com entusiasmo!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here