Teologia Brasileira 55 – 2016

0
142

Nesta edição da revista Teologia Brasileira, publicamos uma declaração de convicções evangélicas escrita por iniciativa da Reformanda Initiative. O documento publicado antes das celebrações dos 500 anos da Reforma Protestante e assinado por muitos líderes evangélicos declara que as questões que suscitaram a Reforma quinhentos anos atrás ainda estão muito presentes no século 21 em toda a igreja. O manifesto declara: “Às vésperas do quingentésimo aniversário da Reforma Protestante, cristãos evangélicos de todo o mundo têm a oportunidade de refletir novamente sobre o legado da Reforma tanto na igreja global de Jesus Cristo como no desenvolvimento do trabalho evangelístico.”

Thiago Oliveira retorna à revista apresentando um panorama histórico acerca da Doutrina da Depravação Total. Como afirma o autor, “A doutrina que recebeu o nome de calvinismo, como bem nos exortou Spurgeon, não foi criada por João Calvino”. Neste sentido, o autor demonstra que tal ensinamento está enraizado na teologia do apóstolo Paulo e presente nos escritos dos pais da igreja, dos reformadores, dos puritanos e confissões reformadas.

Analisando a passagem de Eliseu e os jovens de Betel (2Reis 2.23-25) – texto bíblico que gera polêmicas e objeções por parte de céticos -, Tiago Abdalla apresenta um estudo exegético sobre o texto, destacando a autenticidade e natureza histórica da narrativa.

Por fim, Eliandro da Costa Cordeiro apresenta reflexões valiosas sobre teologia missionária, destacando que “o motivo e fim básico e orientador de todo o trabalho evangelístico deve ser a glória de Deus”. Isto significa que o trabalho evangelístico “constitui-se num chamamento ao homem caído em retornar ao seu Criador, pois somente Nele se encontra a raiz ontológica humana”.

O pastor-teólogo deve estar apto a preparar os cristãos a afirmarem sua fé na esfera pública. No vídeo desta edição, o pastor Franklin Ferreira destaca a importância do envolvimento do pastor e do cristão com a política como formadores de opinião.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here