Teologia Brasileira 18 – 2013

0
83

Nesta edição da revista Teologia Brasileira, Franklin Ferreira no artigo “Erga a voz: a violência, a ideologização do debate e uma oportunidade para a igreja cristã”, aborda o tema da violência e o papel da igreja diante desse mal que aflige a população, destacando que “se pastores honrarem seu chamado a serem ministros da Palavra de Deus, podemos ter esperança de uma renovação da pregação da lei e do evangelho que reforme a igreja, que a torne cristã. Podemos ter esperança de que, cristãos amparados por estas igrejas cristãs, lancem-se a frear a espiral de violência que assola este país,
e que, se Deus renovar a igreja brasileira por meio de sua Palavra, haverá real unidade e concórdia cristã também quanto a erguer a voz contra a violência”.

Vinícius Musselmann Pimentel conduzirá o leitor a uma reflexão sobre “Os blogs e o futuro da igreja”, destacando os pontos positivos e negativos neste relacionamento, estimulando os blogueiros a que “ escrevamos e postemos a fim de que Cristo seja glorificado e a igreja, edificada”.
No ensaio “O culto e os seus princípios”, o pastor batista D. B. Riker trata da forma de cultuar a Deus, pois o próprio Cristo nos ensinou que Deus deseja de nós um culto “em espírito e em verdade”, garantindo, assim, a presença do Senhor em nossos cultos.

O pastor batista Wilson Porte Jr. faz um recorte sobre a antropologia teológica de Karl Rahner, mais conhecida por sua doutrina do cristão anônimo, no ensaio “Karl Rahner e o cristão anônimo: o existencial sobrenatural”.

Fechamos esta edição com a palestra “Apologética no cotidiano pastoral” ministrada por Jonas Madureira durante o 8º Congresso de Teologia Vida Nova.

Boa leitura!

Os editores,

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here