Deus realmente ordenou o genocídio?

0
138

Esta obra se propõe a abordar e responder à pergunta: Deus realmente ordenou o genocídio?

Paul Copan e Matthew Flannagan ajudam cristãos e descrentes a compreender as implicações bíblicas, teológicas, filosóficas e éticas dos textos do Antigo Testamento que tratam da guerra.

Os autores examinaram o que consideram os argumentos mais fortes dos críticos e tratam dessas preocupações oferecendo uma resposta coerente e abrangente aos temas relacionados que inevitavelmente surgem em fóruns abertos, discussões online e conversas pessoais.

O livro está dividido em quatro partes:

A primeira parte “Textos relacionados ao genocídio e o problema da autoridade bíblica”, trata da essência do problema em si e como os críticos normalmente formulam seus argumentos contra o Deus da Bíblia, que ordena matar os cananeus.

Na segunda parte “Ordens ocasionais, textos hiperbólicos e massacres genocidas”, trata da questão de ordens ocasionais — ou particulares e singularmente proferidas.

A terceira parte “É sempre errado matar pessoas inocentes?”, leva ao domínio da teologia, da ética e da filosofia.

Na quarta parte “Religião e violência”,  os autores examinaram os temas que normalmente surgem no contexto das guerras do Antigo Testamento.

Para mais informações sobre a obra acesse vidanova.com.br/lançamentos

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here