Nova linha de publicações

0
1931

A teologia e a filosofia são duas disciplinas intimamente relacionadas. Existem determinados fundamentos filosóficos que são essenciais para todos que desejam se aprofundar nos estudos de certas áreas da teologia como a apologética, a filosofia cristã, a teologia sistemática, a hermenêutica, a exegese e a missiologia.

Pensando nessa necessidade, Edições Vida Nova desenvolveu uma nova linha de publicações. Trata-se de uma linha voltada para assuntos ligados à filosofia da religião, à teologia filosófica, à filosofia política, à lógica e à teoria do conhecimento.

Com o lançamento da obra Deus, a liberdade e o mal, do filósofo Alvin Plantinga, Edições Vida Nova inaugura essa nova linha de publicações.

No contexto de publicação desses assuntos, pode-se dizer que existem duas classes de livros: (1) o livro-texto e (2) o comentário crítico. O livro-texto é basicamente a obra escrita por um teólogo ou filósofo que determinou o avanço histórico de uma teoria ou linha de pesquisa nesses assuntos — são chamados também de livros de referência; já o comentário crítico é a obra que se dedica à análise dos conteúdos desenvolvidos em livros-texto. Por exemplo, Deus, a liberdade e o mal é um livro-texto, pois é uma obra que determinou o avanço histórico nos estudos em filosofia da religião e teologia filosófica. Em contrapartida, existem outros livros voltados para analisar as teses de Deus, a liberdade e o mal. Esses são os tais comentários críticos.

Essa distinção entre as duas classes de livros é importante para compreender o critério dessa nova linha de publicações de Edições Vida Nova. A proposta é publicar prioritariamente livros-texto, ou seja, livros que marcaram época e estudos. Comentários críticos também serão publicados, porém em menor escala. Como os livros-texto, em sua maioria, são obras de interesse geral, isso significa que, embora essa linha seja voltada para assuntos filosóficos importantes para estudantes de teologia, seus livros acabam despertando também o interesse de estudantes e pesquisadores de outras áreas. Portanto, ela tem um público diversificado, pois atende tanto às necessidades de estudantes de teologia como também à curiosidade e a certas necessidades de estudantes de filosofia, sociologia, política, linguística, ciências da religião e psicologia da religião.

A seguir estão listadas algumas obras dessa linha, pela ordem de publicação:

1. Deus, a liberdade e o mal (Alvin Plantinga). Uma obra voltada para o estudo do problema do mal e a semântica de mundos possíveis. As disciplinas de interesse principal são: lógica, filosofia da religião, ciências da religião, teologia filosófica, teologia sistemática. Plantinga é um filósofo cristão, reformado.

2. Investigação sobre a mente humana (Thomas Reid). Trata-se de um livro que considera a questão do conhecimento humano (epistemologia). É um clássico da teoria do conhecimento que oferece uma poderosa crítica ao ceticismo de Hume. As disciplinas de interesse principal são: teoria do conhecimento, filosofia geral, hermenêutica, teologia sistemática, teologia filosófica e psicologia da religião. Thomas Reid foi pastor presbiteriano e um dos filósofos mais importantes do século XVIII.

3. Conhecimento de Deus (Alvin Plantinga e Michael Tooley). O livro é um debate entre Plantinga, um filósofo cristão, e Tooley, um filósofo naturalista. O debate gira em torno da crítica de Plantinga ao naturalismo e a fundamentação epistemológica da crença cristã em Deus. As disciplinas de interesse principal são: teoria do conhecimento, apologética, lógica, filosofia da linguagem.

4. Estado e soberania: escritos sobre cristianismo e política (Herman Dooyeweerd). A partir de uma perspectiva conservadora, o livro apresenta uma crítica aos totalitarismos, bem como estabelece as bases da discussão teórica sobre o que seria uma visão cristã da política e das esferas de soberania. As disciplinas de interesse principal são: apologética, teoria geral do estado, filosofia política, ciências da religião. Herman Dooyeweerd foi um dos filósofos cristãos mais importantes do século XX. Foi discípulo de Abraham Kuyper e reitor por duas vezes da Universidade Livre de Amsterdã.

5. Tomás de Aquino e o conhecimento de Deus (Jonas Madureira). É uma obra voltada para os estudos em teoria do conhecimento, teologia filosófica e teologia natural. A intenção é mostrar como opera a epistemologia de Tomás de Aquino, com a finalidade de compreender como se dá o conhecimento de Deus em sua epistemologia. O livro é uma contribuição que pode ser útil para os estudos em apologética, teologia sistemática, filosofia cristã e filosofia medieval. Jonas Madureira é doutorando em filosofia pela USP com estágio no Thomas-Institut da Universidade de Colônia (Alemanha) e editor de Edições Vida Nova.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here